na ponte do barco

na ponte do barco estivemos ontem acompanhando a rogélio arca na lembrança de seu pai, assassinado no 36 junto com o companheiro anarquista secundino bugalho.

para mim foi um orgulho ler perante o monumento aos passeados, perante os sobreviventes e perante aquelas pessoas que luitam porque a memória nom devenha em esquecimento o meu poema desculpas.

ponte_do_barco3

o norteamericano John Thompson, perante o monumento que marca o lugar do aparecimento dos cadáveres.

ponte_do_barco2

com rogelio, o filho de francisco arca, o “socialista máis velho de cerdedo”. com eles lola, a quem agradeço o convite ao acto.

homenagem às pessoas represaliadas

na quinta estarei em pedre (cerdedo) com a Associaçom Verbo Xido na homenagem aos represaliados da Ponte do Barco.

podedes acompanhar-nos. as vítimas bem o merecem.

a foto é de vieiros.