seique na estrada 2

e estivemos na sexta 13 de novembro na estrada, no seique-museu do móvel com o público em paradoxais cadeiras plasticosas. e falamos chus nogueira e mais eu do livro, de como o escrevim, do tio manuel e as lembranças familiares e de como é importante contar as estórias para fazermos história (esse trabalho queda-lhe a Garrido). Agradecida à AC Vagalumes pola organização.

ah! e vendemos TODOS os exemplares.

a minha comadre; maría blanco, a falar em nome da AC Vagalumes.

a minha comadre; maría blanco, a falar em nome da AC Vagalumes.

 

o atento público

o atento público

 

chus nogueira e mais eu.

chus nogueira e mais eu.

seguinte encontro: estrada

carta_estrada

no dia do são martinho, dia de feira e magustos, levaremos o seique à estrada. estará com nós chus nogueira, companheira de escola na universidade do fojo e profa na de santiago (que nem é tão boa).

para fazer-vos boca, podedes ler a entrevista que montse dopico me fez para o jornal praza pública.

argalha a ac vagalumes, que levará os ganhos do los livros que merquedes. para seguir turrando da memória.

 

 

Toda a Terra na Nossa Palavra

Encontro_areal

Há uns anos que ando entre duas terras, as de taveirós e as da arousa. terradentro e a banda do mar, digo-as eu para mim.

E o 21 de junho tocou terradentro. Convidada pola AC Vagalumes, partilhei a manhá e a tarde com Rominal Bal, Antóm Laia, Ángel Utrera, Neves Soutelo, David Otero, Marcos Borrageros, Fernado Porto e Lorena Rei, Cristina Gende e Xosé Vázquez Pintor, e a música, maravilhada sempre, de Isabel Rei e Mini e Mero.

berres_igreja_calor

Papamos muita calor na igreja de Berres, na leitura de textos perante as lousas de Avelina e Marcial Valhadares [as poetas também sofrem] e relaxamos depois no Areal, a minha praia de terradentro [devo-lhe um poema, ou dous].

Lim este poema e este, ademais das minhas mulheres e arte.

Aqui, a galeria de imagens, algumas bem fermosas.

eu_berres

canto do encoro.

Na web da ac vagalumes um outro velho poema, escrito quando o projecto e as luitas contra o encoro da baxe, no rio úmia.

na web

na nova web da acvagalumes, na que os seus promotores querem integrar um roteiro literário polas paisagens de taveirós e terras de montes, dérom-lhe espaço a um poema meu. já andou por estes lares modificado, mas essa é a versom original.

tonho_barbeito_lagoa_sacra

Esta fotografia da lagoa sacra de olives é de tonho barbeito.

Páxina seguinte »