sedaArchive for the '' Category

yang huanyi

nushu

nom era o teu o abano das princesas


esse que comunicava disposições de escrava

genuflexões perante o soberano assento


era o teu leque outro

assentado nos ombros das que antes o escreveram

comunicando no ar perturbadoras palavras

resistentes

silêncios de subversom


um abano que traz a voz da mulher selvagem

desde o fundo dos tempos

até este cárcere              esta casa

esta alcova


a imagem é dumha obra de victoria chang.

a última pedra de todo um caminho

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

carlos drummond de andrade