carapuchinha


foi nos tempos de maria castanha


e outra manhá o mesmo caminho

que vaia a meninha com a sua candura

e umha cestinha de viandas atestada

pam de boroa       pisca de toucinho

um caldinho que ha chegar morno

e outra manhá o dia nascendo

sair do rueiro laganhas nos olhos

passar rente o moínho seguir

o peso da cesta    um golo na fonte

os pés de lama cobertos espidos

apanhar umhas flores          marelas

e outra manhá chegar a cesantes

e buscar barqueiro que cruze o mar


em sam simom há um avó preso

camisas azuis vistem os lobos


foi nos tempos de maria castanha?

No Comment

Os comentarios están pechados.